AViajes.com - Central de Reservas de Hotéis e Apartamentos

boton-menu

AViajes.com - Central de Reservas de Hotéis e Apartamentos

210020021
Reserve seu Hotel

Viseu



Viseu, cidade milenária e capital do Distrito de Viseu e da Beira Alta, é conhecida como a 'Cidade do Verde Pinho' por estar rodeada de imensos pinheiros e jardins. Destacam na zona velha da cidade seus numerosos monumentos entre os que destacamos a Sé Catedral e a Igreja da Misericórdia. Outro dos seu atrativos é o Museu de Grão Vasco, famoso artista do século XVI, que se encontra instalado no antigo Paço Episcopal.

HISTORIA VISEU


Viseu, está situado entre o vale do Mongedo e o rio Douro, foi desde a pré-história o lugar de assentamento escolhido por diferentes povos. No século VI, baixo o domínio dos Suevos, se converteu em Sede Episcopal. Viseu provem da palabra romana ' viso' que significa boa vista.

Esta cidade romana após muitas lutas entre mouros e cristãos foi reconquistada por Fernando Magno no ano de 1058. D. Teresa lhe concedeu seu primeiro Foral no ano de 1123, mas sua Diocese não foi restaurada até 1147.

Na sua luta pela liberdade, foi uma das cidades portuguesas mais castigadas pelos invasores. Depois da escuridão dos séculos XII e XIII, começa o século XIV no qual ressurge a esperança. A destruição produzida pelas invasões castelhanas leva D. João I a ordenar a construção de novas muralhas, este projecto não finalizou até o ano de 1472 baixo o reinado de D. Afonso V. Este desenvolvimento se plasmou na beleza das suas ruas e casas que começaram a ser adornadas e revestidas estilo gótico manuelino para mostrar seu ressurgimento e prosperidade.

No século XVI a cidade começa a crescer fora dos muros. O principal factor económico que sustenta o crescimento da cidade é o comércio, acompanhado de uma próspera produção agrícola. Desde o século XVII Viseu experimenta um constante processo de urbanização caracterizado pela construção de numerosas igrejas, palácios e outros monumentos.

As invasões francesas de princípios do século XIX também se deixa sentir aquí. A cidade continua sua modernização e expansão através da criação de novas vias de comunicação que favorecem o comércio.

Viseu está localizada no centro da região vinícola conhecida como o Dão, que produz uma variedade de vinhos de grande qualidade. É conhecida como a 'Cidade Jardim' e 'Cidade do Verde Pinho' porque está rodeada de amplos parques e pinheiros.

O grande desenvolvimento industrial e do sector de serviços do século XX nos mostra uma cidade que mantém um perfeito equilíbrio entre tradição e modernidade. O turista poderá desfrutar de suas peculiares ruas e casas com varandas, característicos balcões de madeira, visitar os esplêndidos restaurantes onde tomar um bom cálice de vinho da zona.

PASSEIO TURISTICO VISEU


Sé Catedral A Sé Catedral de Viseu foi construída em estilo românico gótico entre os séculos XII e XIV, sendo reconstruída em várias ocasiões no decorrer da sua história. Situada no Largo da Sé, sua fachada actual é do século XVII depois de haver sido destruída por um temporal no ano de 1635. Está dividida em três corpos onde se encontram vários nichos que albergam as estátuas dos quatro evangelistas. Nas laterais se elevam duas torres enormes, a Torre do Relógio e a Torre dos Sinos. No seu interior se destaca a abobada de nós do século XVI, as cadeiras e talhas douradas do século XVII e os azulejos do século XVIII. Nas suas dependências se encontra o Museu de Arte Sacra e a Capela de São Sebastião, conhecida também pelo nome de Capela da Vera Cruz, do século XVI.


Adro da Sé O Adro da Sé é considerado como uma das praças mais belas e importantes de Portugal, onde se encontram a Sé Catedral, Passeios dos Cónegos, a Igreja da Misericórdia e o Paço dos Três Escalões, actual Museu de Grão Vasco. No centro da praça tem um cruzeiro de granito, em cuja base se encontra o escudo do bispo que o construiu, D. Júlio Francisco de Oliveira.


Museu de Arte Sacra da Sé de Viseu O Museu de Arte Sacra está situado no interior das dependências da Sé Catedral, em seu átrio. Numerosas colecções de arte sacra, peças preciosas do tesouro da Catedral, são expostas no seu interior onde destacam as colecções de pinturas, mobiliário, livros, esculturas, custódias e dois cofres relicários do século XIII.


Igreja da Misericórdia A Igreja da Misericórdia é um templo grandioso edificado no século XVIII e situado frente a Sé Catedral. Em ambos lados da sua bela fachada encontra-se duas torres campanários e sua nave principal está separada da sua capela-mor por um arco. Possui três retábulos em estilo neoclássico, um principal e dois laterais, pintados de branco e ouro. No seu retábulo principal descansa a imagem de Nossa Senhora da Misericórdia, padroeira da igreja, obra do século XVIII.


Paço dos Três Escalões - Museu de Grão Vasco Em um dos lados do conjunto arquitectónico que forma a Sé Catedral se encontra o Museu de Grão Vasco, antigo Colégio Seminário Conciliar, no conhecido Paço dos Três Escalões, edifício que foi construído a finais do século XVI. Nas suas origens foi local de ensino e alojamento para os bispos da diocese até o século XIX, sendo ocupado a partir do ano de 1839 por vários serviços públicos, biblioteca, policia, etc. Já no ano de 1913 foi instalado o Museu Regional de Arte no seu interior e posteriormente o museu de Grão Vasco, fundado por Almeida Moreira, que se conserva na actualidade. No seu interior se exibem peças que pertencem ao Tesouro da Sede, onde destacam as colecções do grande pintor português do século XVI, Vasco Fernandes, mais conhecido como Grão Vasco. Também são expostas no seu interior, pinturas do século XIX ao XX de diferentes escolas, francesa, holandesa, espanhola, etc, esculturas do século XIII ao XVI, cerâmicas do XVI ao XVIII e telas e mobiliários do século XVII e XVIII.


Igreja de São Bento A Igreja de Sao Bento situa-se na Avenida Emídio Navarro de Albuquerque. É um templo que se encontra revestido por belos azulejos do século XVII.


Igreja dos Terceiros do Carmo A Igreja dos Terceiros do Carmo se encontra no Largo Alves Martins, na entrada da Rua D. Francisco Alexandre Lobo. É um templo estilo barroco onde destacam as altas torres situadas a ambos lados da sua fachada. Foi erguido no século XVIII e seu interior se encontra revestido de ouro. Tem planta longitudinal com nave, coro alto e capela-mor. No seu interior, sua cúpula se encontra pintada com tinta de Pascoal Parente, do século XVIII. Frente ao átrio da igreja, no centro de uma rotunda, se ergue o cruzeiro.


Igreja de São Miguel do Fetal A Igreja de São Miguel do Fetal é um dos templos mais antigos da cidade de Viseu, situado na Rua Simões Dias, subindo pela estrada da circulação. Foi completamente reconstruído no século XVIII, não conservando nada das suas origens. É um edifício de planta longitudinal, com nave, coro alto, capela-mor e sacristia. Sua arquitectura combina os estilos maneiristas e barroco e no seu interior destaca o retábulo principal de talha dourada e policromada, e o túmulo que pertence a Rodrigo, último rei visigodo da Península Ibérica.


Parque do Fontelo O Parque do Fontelo é uma das zonas verdes mais importantes da população. Está situado na Avenida José Relvas e nas suas origens pertencia a quinta do antigo Paço dos Bispos. Um dos seus elementos mais característicos é o Portal do Fontelo. É um lugar ideal para passear, descansar e realizar actividades desportivas no complexo desportivo que se encontra no seu interior.


Casa Museu de Almeida Moreira A Casa Museu de Almeida Moreira (1873 - 1939), coleccionista de arte que fundou o Museu Grão Vasco, situa-se no Largo Major Teles, Rua Soar de Cima. Destacam as exposições de pintura contemporânea, colecções de porcelana e um importante núcleo de mobiliário. Foi doada a cidade pelo fundador e primeiro director do Museu de Grão Vasco, e inaugurada como Casa Museu no ano de 1965.


Igreja de Nossa Senhora da Conceição A Igreja de Nossa Senhora da Conceição é um grandioso templo barroco situado na Avenida Emídio Navarro, ao norte do Rio Paiva. Nas suas origens estava dedicado a S. Luís, rei de França, e foi reconstruída na segunda metade do século XVIII. Destaca na parede da nave um pequeno nicho com a imagem do rei, do século XVII.


Portal do Fontelo O Portal do Fontelo é uma porta que dava acesso a Quinta dos Bispos, também conhecida como Porta da Cruz. Foi mandada construir no ano de 1565 por D. Gonçalo Pinheiro.


Praça da Republica A Praça da República é o centro da população de Viseu, sendo durante séculos o 'salão de visitas' da cidade. Foi utilizada como lugar de negócios de Paços do Concelho, onde hoje em dia se alberga a Câmara Municipal de Viseu, o Jardim Aquilino Ribeiro e a Igreja dos Terceiros de São Francisco.


Igreja dos Terceiros de São Francisco A Igreja dos Terceiros de São Francisco foi erguida no século XVIII e situa-se no interior do Parque Municipal Aquilino Ribeiro. É um templo estilo barroco com um formoso portal, em cujo centro está o emblema da Ordem. Destacam no seu interior os seis retábulos estilo rococó, realizados em madeira pintada simulando o mármore.


Estacion Termal de Alcafache A Estação Termal de Alcafache foi construída no vale do Rio Dão, centro da Beira Alta, na população de São João de Lourosa. É uma tranquila e agradável estância de tratamento, lazer e repouso com um clima muito aconchegante. Suas águas estão especialmente indicadas para as doenças do aparelho digestivo, reumatismo, musculares e esqueléticas. No ano de 1962 foi inaugurado na Rua do Balneário, o Balneário das Termas Sulfurosas de Alcafache, onde se realizam vários tratamentos.

MAPA VISEU

PROCURAR HOTEL

Guias