AViajes.com - Central de Reservas de Hotéis e Apartamentos

boton-menu

AViajes.com - Central de Reservas de Hotéis e Apartamentos

210020021
Reserve seu Hotel

Tavira



Tavira conta nos seus mais de 11 km de litoral com algumas das melhores praias do Algarve, como a Ilha de Tavira e Cabanas. Formando parte do parque natural da Ria Formosa, conta com excelentes instalações hoteleiras que prestam serviço ao turismo, e que se combinam perfeitamente com as tradições típicas desta população marinheira.

HISTORIA TAVIRA


Numerosos restos arqueológicos nos confirmam a presença humana na área de Tavira desde o Neolítico. Parece ser que a cidade foi fundada sobre o ano de 1890 a.C. com o nome de Talábriga. Os assentamentos da zona da actual cidade foram constantes desde a ocupação árabe, época em que se converte, junto com Faro e Silves, em uma das mais importantes populações do Algarve.

No ano de 1242 Tavira foi conquista pelo exército cristão e dois anos depois foi doada a Ordem Religiosa de Santiago. Em 1266 Alfonso III concede o Foral a vila. Graças a posição privilegiada e ao dinamismo do seu porto é elevada a categoria de cidade em 1520 pelo rei D. Manuel e foi se concedeu um segundo Foral por seu porto comercial e por representar ao grupo mais importante da população do Algarve.

A cidade dividida pelo rio Gilão e unida por uma ponte romana começa a estender-se. A praça se converte no centro político e administrativo e as classes mais humildes se situam do outro lado do rio. Também se incrementa a presença religiosa, pelo que passa a ser conhecida como a cidade das 37 igrejas.

Durante o século XVII segue sendo considerada uma das principais cidades do Algarve, mas já começam os primeiros sintomas de decadência. A actividade comercial do seu porto se reduziu e a cidade perdeu sua importância como ponto estratégico e económico. As actividades se viram reduzidas a pesca, as salinas e a agricultura. Este suporte económico centrado principalmente na captura do atum entra em crise a meados do século XX.

Actualmente a cidade não deixou de prosperar graças ao impulso económico que supôs o sector turístico desde a década dos anos 60 em todo o Algarve.

PASSEIO TURISTICO TAVIRA


Castelo Do Castelo de Tavira só se conserva parte das muralhas, recentemente restauradas. Construído pelos árabes sobre um antigo Castro Romano, formava parte do sistema defensivo da população. Nas suas origens tinha planta trapezoidal e sete torres. Foi reconstruído e reforçado pelo rei D. Dinis no século XIII. Se encontra situado no Alto de Santa Maria e desde seus arredores se disfruta de uma formosa vista da cidade. Foi considerado Monumento Nacional no ano de 1910.


Igreja de Santa Maria do Castelo A Igreja de Santa Maria do Castelo foi construída no século XIII sobre uma antiga mesquita muçulmana. Se situa no Alto de Santa Maria e é do estilo gótico. Em consequência do terramoto de 1755 foi completamente arrasada, graças ao bispo D. Francisco Gomes de Avelar foi reconstruída a finais do século XVIII. Na sua fachada se encontram diferentes elementos do estilo original como o portal, a janela ogival, uma pequena rosácea e destacando sobretudo a Torre do Relógio. Seu interior é de três naves e na sua capela-mor se encontra as tumbas dos Sete Cavaleiros da Ordem de Santiago e de D. Paio Peres Correio, famosos por conquistarem a cidade dos árabes.


Igreja Matriz de Santiago A Igreja de Santiago situa-se na antiga zona de Tavira, chamada Vila Adentro, muito perto da Igreja de Santa Maria. Foi construída na segunda metade do século XIII e reconstruída no século XVIII. É um templo de uma só nave com capela-mor e várias capelas laterais que possuem retábulos de óptima qualidade. Guarda em seu interior imagens e pinturas de diferentes estilos.


Igreja da Misericórdia A Igreja da Misericórdia foi construída por André Pilarte a meados do século XVI. Se encontra situada na Rua da Galeria e é considerada como uma das obras renascentistas mais importantes do Algarve. No seu portal encontra-se um sepulcro com a imagem de Nossa Senhora da Misericórdia. Seu interior é de três naves e nele destacam os retábulos de talha dourada e os azulejos do século XVIII que representam obras da Misericórdia e Passos da Vida de Cristo. Foi utilizada como igreja principal até que se inaugurou a nova Igreja de Santa Maria no ano de 1800.


Capela de Nossa Senhora da Consolação A Capela de Nossa Senhora da Consolação é um pequeno templo construído no século XVII que se encontra situado na Rua da Liberdade. Destaca-se em seu interior um retábulo maneirista com pinturas de temas marinhos do século XVI e XVII, e uma imagem de Nossa Senhora do século XVIII.


Ermida de Santa Ana A Ermida de Santa Ana é um templo de origem medieval que foi construído no século XVIII. Se encontra situado no Largo de Santa Ana e no seu interior, de uma só nave, nos encontramos com uma capela-mor onde se alberga um formoso retábulo barroco. Destacam também a talha dourada de seus altares e um painel do século XVI que representa o Descenso da Cruz.


Igreja de Santo António dos Capuchos A Igreja de Santo António dos Capuchos foi construída no século XVII e situa-se em um lugar conhecido como Campo dos Mártires da Republica. É um templo simples em que se destacam os frescos do século XVII situados na abobada da capela-mor, um retábulo rococó e sobretudo o conjunto de figuras em barro, em tamanho natural, que representam três episódios da vida de Santo António conhecido como 'Trânsito de Santo António'.


Antigo Convento e Igreja de São Francisco A Igreja de São Francisco foi construída no final do século XIII e princípios do século XIV. No ano de 1312 foi doada aos Franciscanos por D. Dinis. Se realizaram numerosas reformas no decorrer dos séculos XVIII e XIX, por causa dos terramotos produzidos na zona e o incêndio que sofreu o convento ao qual pertencia no ano de 1881. Só se conserva da sua origem a sacristia e duas capelas estilo gótico. No seu exterior possui um campanário construído no século XVIII estilo barroco. Destacam no interior da igreja a imagem de Santa Ana do século XV e a talha barroca situada no altar-mor.


Antigo Convento e Igreja dos Ermitas de São Paulo A Igreja dos Ermitas de São Paulo foi construída no século XVII e pertenceu ao antigo Convento de São Paulo, hoje em dia desaparecido. É estilo renascentista e se encontra situada na Praça Dr. António Padinha. Sua planta é de cruz latina. No seu interior, de uma só nave, destacam um retábulo no altar-mor do século XVII, em que se encontra a imagem de Nossa Senhora da Ajuda do século XVIII e diferentes pinturas e imagens dos séculos XVI, XVII e XVIII.


Igreja do Convento de Nossa Senhora do Carmo A Igreja do Convento de Nossa Senhora do Carmo foi construída na segunda metade do século XVIII e se encontra situada no Largo do Carmo, em estilo barroco com uma só nave. Sua planta é em forma de cruz latina e está coberta por abobada. No centro da sua cúpula se encontram pinturas relacionadas com Nossa Senhora do Carmo. Destacam-se em seu interior diferentes obras estilo barroco e rococó de grande valor artístico destacando um importante retábulo no seu altar-mor realizado por Patrício Malatesta.


Ponte Romana A Ponte Romana de Tavira une as margens do rio Gilão. Nas suas origens teve grande importância por unir duas partes em que divide o rio a cidade de Tavira. Foi reconstruída no século XVII.


Igreja Matriz - Luz - A Igreja da Luz de Tavira foi construída no século XVI. É considerada a primeira igreja com corpo de três naves erguida em Algarve. Na sua fachada destaca-se o portal principal renascentista onde se encontra o sepulcro com a imagem de Nossa Senhora da Luz. Destacam-se quatro rosáceas nas paredes da igreja que simbolizam o sol, a lua e as estrelas. Na sua capela-mor se encontra um valioso retábulo renascentista e diferentes imagens do século XVII e XVIII.


Igreja de Nossa Senhora da Conceição A Igreja de Nossa Senhora da Concepção foi construída no século XVI. O interior da igreja está formado por três naves onde destacam-se os capitéis e as bases das suas colunas. Sua capela-mor se encontra coberta com abobada de aresta, na qual se albergam as Armas da Ordem de Santiago. Sofreu importantes reconstruções no século XVIII.

MAPA TAVIRA

PROCURAR HOTEL

Guias